Seja bem vindo

Se você já possui cadastro na nossa loja, informe abaixo seus dados de login para entrar

Cód. Produto: 978-65-5831-047-1

Atlas histórico-econômico do Brasil no século XIX

16
  • 1x de R$ 16.00 sem juros
  • 2x de R$ 8.42 com juros
  • 3x de R$ 5.71 com juros

Calcule o frete e o prazo

loader
Tipo de entrega Entrega* Valor

* O prazo de entrega inicia-se no 1º dia útil após a confirmação do pagamento. Informações referentes apenas para 01 unidade deste item.

(Disponível também em e-book)

Fruto de pesquisas de diversos historiadores em diferentes níveis de formação, o Atlas histórico-econômico do Brasil no século XIX faz parte do esforço coletivo de oferecer instrumentos mais modernos e atualizados para o ensino e pesquisa de nosso passado. A Editora da Universidade Federal Fluminense (Eduff) e o Senado Federal contribuem, assim, com a construção de um conhecimento crítico e atualizado nas diversas ciências que compõem a nossa Universidade e Sociedade.

 

Vídeo: Luiz Fernando Saraiva fala sobre "Atlas histórico-econômico do Brasil no século XIX"

 

Luiz Fernando Saraiva fala sobre "Atlas histórico-econômico do Brasil no século XIX"

 


"As mais de 150 páginas que o leitor tem em mãos são insuficientes para documentar o gigantesco volume de dados – e a busca realizada por dezenas de pesquisadores (ao longo de décadas) para obtê-los – sobre a economia do Brasil durante o século XIX. É um conjunto impressionante, não só pela magnitude, mas pelas dificuldades próprias da construção do conhecimento histórico. História é transição mas, ao menos no quesito “economia”, o século XIX é certamente um período de grandes transformações. Mudanças estruturais, como a difusão da indústria; as independências nas Américas; grandes surtos de inovação tecnológica, dentre muitos outros. Mas também é um século de mudanças de perspectivas, com o peso cada vez maior da estatística e do nacionalismo. Não é fácil explicar este período e cartografá-lo de formas tão diversas como se vê nesta obra. Mesmo se os dados fossem de fato “dados” – e não produzidos – seria ainda uma tarefa para ser desencorajada. Felizmente a equipe liderada por Saraiva, Nabarro e Goldfeder superou todas estas dificuldades para apresentar ao público uma obra fantástica, que consegue aliar uma excelente comunicação visual (fundamental em cartografia) com um forte rigor metodológico de pesquisa em história."
Tiago Luís Gil
Professor do Departamento
de História da UnB


"À maneira dos geógrafos historiadores, mas com novos recursos, o Atlas Histórico-Econômico do Brasil no Século XIX dá a ver a infraestrutura territorial, mercantil e demográfica de um país-continente, cujas realidades geo-históricas pretéritas raramente foram descritas por intermédio das representações espaciais. Os cartogramas ou mapas temáticos oferecem uma leitura abrangente das dinâmicas econômicas que marcaram o longo século XIX (1780-1920). De fato, a geolocalização dos fixos e dos fluxos em escala nacional por meio dos sistemas geográficos de informação constitui um antídoto contra a excessiva fragmentação dos objetos historiográficos. De tal modo que o Atlas Histórico-Econômico nos convida a pensar espacialmente, sugerindo novos desafios para registrar os impactos ambientais e humanos da economia mercantil agroexportadora. O fundo de mapa ancora a visualização dos complexos geoeconômico e geopolíticos, lastreados por estatísticas gerais e censos regionais realizados no Império e na Primeira República. A opacidade de dados sobre as territorialidades ameríndias e afrodescendentes coincide, não por acaso, com a conjuntura de interrupção do trafico transatlântico e de intensificação do tráfico interprovincial. Por outro lado, vemos na zona costeira os portos legais e clandestinos de desembarque de escravizados. Este, como outros tantos cartogramas, nos ajuda a articular o mundo da produção econômica com as comunicações e transportes, trazendo uma contribuição extraordinária para a historiografia brasileira."
Iris Kantor
Professora do Departamento
de História da USP

Autor(es):
Luiz Fernando Saraiva (Org.), Wagner Nabarro (Org.), Pérola Goldfeder (Org.)
Dimensões:
24,0cm x 18,0cm x 0,0cm
Páginas:
157
Acabamento:
Brochura
ISBN:
978-65-5831-047-1
Código:
978-65-5831-047-1
Edição:
Data de Edição:
15/05/2024
Data de Lançamento:
15/05/2024
Idioma:
Português
Peso:
560
  • Informações do produto Seta - Abrir

    (Disponível também em e-book)

    Fruto de pesquisas de diversos historiadores em diferentes níveis de formação, o Atlas histórico-econômico do Brasil no século XIX faz parte do esforço coletivo de oferecer instrumentos mais modernos e atualizados para o ensino e pesquisa de nosso passado. A Editora da Universidade Federal Fluminense (Eduff) e o Senado Federal contribuem, assim, com a construção de um conhecimento crítico e atualizado nas diversas ciências que compõem a nossa Universidade e Sociedade.

     

    Vídeo: Luiz Fernando Saraiva fala sobre "Atlas histórico-econômico do Brasil no século XIX"

     

    Luiz Fernando Saraiva fala sobre "Atlas histórico-econômico do Brasil no século XIX"

     


    "As mais de 150 páginas que o leitor tem em mãos são insuficientes para documentar o gigantesco volume de dados – e a busca realizada por dezenas de pesquisadores (ao longo de décadas) para obtê-los – sobre a economia do Brasil durante o século XIX. É um conjunto impressionante, não só pela magnitude, mas pelas dificuldades próprias da construção do conhecimento histórico. História é transição mas, ao menos no quesito “economia”, o século XIX é certamente um período de grandes transformações. Mudanças estruturais, como a difusão da indústria; as independências nas Américas; grandes surtos de inovação tecnológica, dentre muitos outros. Mas também é um século de mudanças de perspectivas, com o peso cada vez maior da estatística e do nacionalismo. Não é fácil explicar este período e cartografá-lo de formas tão diversas como se vê nesta obra. Mesmo se os dados fossem de fato “dados” – e não produzidos – seria ainda uma tarefa para ser desencorajada. Felizmente a equipe liderada por Saraiva, Nabarro e Goldfeder superou todas estas dificuldades para apresentar ao público uma obra fantástica, que consegue aliar uma excelente comunicação visual (fundamental em cartografia) com um forte rigor metodológico de pesquisa em história."
    Tiago Luís Gil
    Professor do Departamento
    de História da UnB


    "À maneira dos geógrafos historiadores, mas com novos recursos, o Atlas Histórico-Econômico do Brasil no Século XIX dá a ver a infraestrutura territorial, mercantil e demográfica de um país-continente, cujas realidades geo-históricas pretéritas raramente foram descritas por intermédio das representações espaciais. Os cartogramas ou mapas temáticos oferecem uma leitura abrangente das dinâmicas econômicas que marcaram o longo século XIX (1780-1920). De fato, a geolocalização dos fixos e dos fluxos em escala nacional por meio dos sistemas geográficos de informação constitui um antídoto contra a excessiva fragmentação dos objetos historiográficos. De tal modo que o Atlas Histórico-Econômico nos convida a pensar espacialmente, sugerindo novos desafios para registrar os impactos ambientais e humanos da economia mercantil agroexportadora. O fundo de mapa ancora a visualização dos complexos geoeconômico e geopolíticos, lastreados por estatísticas gerais e censos regionais realizados no Império e na Primeira República. A opacidade de dados sobre as territorialidades ameríndias e afrodescendentes coincide, não por acaso, com a conjuntura de interrupção do trafico transatlântico e de intensificação do tráfico interprovincial. Por outro lado, vemos na zona costeira os portos legais e clandestinos de desembarque de escravizados. Este, como outros tantos cartogramas, nos ajuda a articular o mundo da produção econômica com as comunicações e transportes, trazendo uma contribuição extraordinária para a historiografia brasileira."
    Iris Kantor
    Professora do Departamento
    de História da USP

  • Especificações Seta - Abrir
    Autor(es):
    Luiz Fernando Saraiva (Org.), Wagner Nabarro (Org.), Pérola Goldfeder (Org.)
    Dimensões:
    24,0cm x 18,0cm x 0,0cm
    Páginas:
    157
    Acabamento:
    Brochura
    ISBN:
    978-65-5831-047-1
    Código:
    978-65-5831-047-1
    Edição:
    Data de Edição:
    15/05/2024
    Data de Lançamento:
    15/05/2024
    Idioma:
    Português
    Peso:
    560