Seja bem vindo

Se você já possui cadastro na nossa loja, informe abaixo seus dados de login para entrar

Cód. Produto: 978-85-228-0851-9-PDF

Diáspora negra e lugares de memória [e-book PDF]

A história oculta das propriedades voltadas para o tráfico clandestino de escravos no Brasil imperial

Produto Gratuito

Preencha os campos abaixo para baixar download:

Os ensaios aqui reunidos são resultados de pesquisas paralelas, mas convergentes, que abordam aspecto quase desconhecido da história social da escravidão atlântica no século XIX: as fazendas do tráfico clandestino, no contexto da expansão cafeeira.

 

A organizadora da obra, Hebe Mattos, é pesquisadora da memória coletiva das comunidades negras do litoral do Sudeste que pleiteiam ser identi!cadas como remanescentes de quilombo nos termos do art. 68 da Constituição de 1988. Utilizando tradição oral e arqueologia como fontes de pesquisa, em associação com as fontes escritas, os textos ajudam a revelar uma história até há pouco tempo intencionalmente esquecida pela memória nacional. 

 

O conteúdo é dividido em cinco capítulos:

 

Capítulo 1
Os Souza Breves e o tráfico ilegal de africanos no litoral sul fluminense
Thiago Campos Pessoa Lourenço

 

Capítulo 2
Da comunidade remanescente de quilombo ao tráfico de africanos livres: os processos de Auditoria Geral da Marinha sobre apreensões de recém-desembarcados na ilha da Marambaia (RJ) - 1850-51
Daniela Yabeta

 

Capítulo 3
Campos Novos e o tráfico ilegal de escravos no litoral norte fluminense 
Nilma Teixeira Accioli

 

Capítulo 4
Cultura material e expressão simbólica à sombra da clandestinidade: o caso do sítio São Francisco/São Sebastião (SP)
Camilla Agostini

 

Capítulo 5
Lugares do tráfico, lugares da memória: novos quilombos, patrimônio cultural e direito à reparação
Hebe Mattos e Martha Abreu

 

 

 

Código:
978-85-228-0851-9-PDF
  • Informações do produto Seta - Abrir

    Os ensaios aqui reunidos são resultados de pesquisas paralelas, mas convergentes, que abordam aspecto quase desconhecido da história social da escravidão atlântica no século XIX: as fazendas do tráfico clandestino, no contexto da expansão cafeeira.

     

    A organizadora da obra, Hebe Mattos, é pesquisadora da memória coletiva das comunidades negras do litoral do Sudeste que pleiteiam ser identi!cadas como remanescentes de quilombo nos termos do art. 68 da Constituição de 1988. Utilizando tradição oral e arqueologia como fontes de pesquisa, em associação com as fontes escritas, os textos ajudam a revelar uma história até há pouco tempo intencionalmente esquecida pela memória nacional. 

     

    O conteúdo é dividido em cinco capítulos:

     

    Capítulo 1
    Os Souza Breves e o tráfico ilegal de africanos no litoral sul fluminense
    Thiago Campos Pessoa Lourenço

     

    Capítulo 2
    Da comunidade remanescente de quilombo ao tráfico de africanos livres: os processos de Auditoria Geral da Marinha sobre apreensões de recém-desembarcados na ilha da Marambaia (RJ) - 1850-51
    Daniela Yabeta

     

    Capítulo 3
    Campos Novos e o tráfico ilegal de escravos no litoral norte fluminense 
    Nilma Teixeira Accioli

     

    Capítulo 4
    Cultura material e expressão simbólica à sombra da clandestinidade: o caso do sítio São Francisco/São Sebastião (SP)
    Camilla Agostini

     

    Capítulo 5
    Lugares do tráfico, lugares da memória: novos quilombos, patrimônio cultural e direito à reparação
    Hebe Mattos e Martha Abreu

     

     

     

  • Especificações Seta - Abrir
    Código:
    978-85-228-0851-9-PDF